Os 10 Principais Golpes de Criptomoedas de 2019

Os fraudadores e os trapaceiros estão sempre procurando novas maneiras de ganhar dinheiro fácil e, uma vez que a criptomoeda apareceu no horizonte, elas trouxeram oportunidades de ouro para investidores e golpistas. Neste guia, observaremos os golpes de criptomoeda mais notórios em 2019, discutiremos os sinais de um golpe e por que isso acontece.

O Que é Um Golpe?

Esta não é uma noção nova – os golpes surgiram há muito tempo, mas no mundo da criptomoeda, essa noção adquiriu um novo significado.

Na comunidade de criptomoedas, a palavra fraude é frequentemente aplicada a startups duvidosas e ofertas de moedas iniciais (ICOs). Quando o projeto parece não ter utilidade prática e a ideia de negócio por trás dele é suspeita, essas ICOs são frequentemente chamadas de fraudes.

Portanto, um golpe de projeto é um projeto de investimento fraudulento, que faliu no decorrer da existência ou foi concebido como uma fraude desde o início. Assim, existem dois tipos de projetos de fraude: os que trouxeram algum lucro aos investidores e depois deixaram de existir; e aqueles que reuniram o dinheiro dos investidores e simplesmente desapareceram.

Por Que Golpes Acontecem?

Existem várias razões para que os golpes ocorram:

  • O projeto foi apenas um esquema de Ponzi. Existe à custa de novos investidores. Quando não há mais investidores, o projeto entra em colapso (se transforma em uma farsa).
  • Projeto falso (pura farsa). A tarefa deles é coletar uma quantia enorme de dinheiro dos investidores e simplesmente fechar. Os fundadores retirarão todos os fundos da conta do projeto e evaporarão.
  • Ataque hacker. Os hackers podem comprometer contas, carteiras, email e muito mais. Os fundos roubados são sacados para contas e carteiras fraudulentas e depois dissolvidos na darknet. Em muitos casos, não é culpa dos fundadores, mas o projeto se transforma em uma farsa.
  • O projeto falhou. Alguns projetos não sobrevivem durante o estágio de implementação. Eles podem passar pela pré-venda fechada de tokens, pré-ICO, ICO. E é isso. Se os investidores ainda tiverem algumas moedas, essa criptomoeda pode valer alguma coisa. Às vezes, moedas de projetos com falha não representam nenhum valor.
  • Pânico dos investidores. É uma ocasião rara, mas às vezes há situações que obrigam todo mundo a se livrar dos tokens adquiridos de uma só vez. Portanto, a criptomoeda cai drasticamente no preço, o que faz o projeto sair de cena.
  • Falta de cooperação. Algumas startups e projetos são criados através da colaboração de várias empresas. Quando os interesses dos parceiros não coincidem, os problemas começam. E, na maioria das vezes, são investidores que sofrem.
  • Erro técnico. Essa também é uma causa rara de fraudes, mas as coisas acontecem. Quando algo quebra e dá errado na blockchain, os investidores perdem seu dinheiro. Nos piores casos, os projetos com falhas técnicas sérias fecham.

Aqui está um vídeo interessante sobre como reconhecer um golpe da ICO:

Lista dos Top 10 de Golpes em 2019

Vamos observar os projetos que foram os mais decepcionantes para os investidores em 2019. Como mencionamos, o formato de fraude de criptomoeda pode ser diferente e abordaremos vários casos notórios.

10. O Escândalo da Queda Rápida do Kraken

O Kraken, um notável estágio de troca de Bitcoin, encontrou um acidente instantâneo que fez o custo do dinheiro digital cair abruptamente de US$ 8.400 para US$ 75.

Pouco tempo depois, o custo voltou a ser resolvido e muitos nem perceberam. Foi essencialmente pensado como uma falha na estrutura. De qualquer forma, uma investigação da CipherTrace propõe que o acidente foi causado por um hack.

Conforme indicado pelo exame da CipherTrace, o hacker comprometeu a conta de um cliente com muita moeda digital e recebeu 1200 BTC, que valiam mais de US$ 10 milhões na época.

Kraken flash crash

9. Fraudadores israelenses

Conforme indicado pelo CipherTrace, dois irmãos de Israel foram capturados em 21 de junho por um suposto truque de phishing que durou muito tempo.

Nesse período, os irmãos Gigi, Eli, 31, e Assaf, 21, alegam ter recebido mais de US$ 100 milhões em dinheiro digital.

Alega-se que os golpistas de criptomoedas atraíram investidores de fóruns de negociação de criptomoedas, por exemplo, o Reddit em sites que imitavam trocas de criptomoedas importantes.

8. US$ 10 milhões em XRP roubados do GitHub

Os programadores tiveram a opção de roubar cerca de US$ 10 milhões em XRP dos clientes GateHub em Junho deste ano. A Gatehub fez uma declaração preliminar em 6 de Junho, descobrindo que os cibercriminosos tinham a opção de roubar dinheiro de 100 carteiras XRP Ledger.

Enquanto a organização ainda está pesquisando como isso poderia ter ocorrido, todos os portadores de carteira foram alcançados e mais de 500.000 XRP (no valor de US$ 200.000) foram recuperados até o momento.

7. US$ 18 milhões roubados num esquema Ponzi Sul Coreano

Especialistas da Coréia do Sul aplicaram componentes de IA para revelar uma trama de Ponzi multimilionária que enganou mais de 56.000 especialistas financeiros. Os investidores eram principalmente novos nas trocas de criptomoedas, com a maior parte sendo na casa dos 70 anos. Com certeza, o token M não listado traria 600%, o que atraiu os usuários.

Este caso demonstrou a praticidade da IA para agentes de criptomoedas. Os cálculos foram preparados para reconhecer as palavras-chave identificadas com garantias irracionais e os planos de força motivadores dos indivíduos, que são executados na fábrica de apresentações escalonadas. Essa inovação tem potencial para uma aplicação mais extensa.

6. US$ 27 milhões em golpe de “erros de escrita” na Europa

Este ano, as capas de notícias apresentaram o seguinte cabeçalho: “Seis capturados no Reino Unido e na Holanda, mais de US$ 27 milhões em truques de“ erros de escrita ”. As seis pessoas receberam tokens de Bitcoin de cerca de 4.000 pessoas.

Os indivíduos que foram associados a um truque de Bitcoin no valor de US$ 27 milhões foram capturados em Junho, como indicado por uma declaração oficial da Europol. Após um exame conjunto de vários meses, especialistas capturaram cinco homens e uma mulher em suas casas no sudoeste da Inglaterra e nas comunidades urbanas holandesas de Amsterdã e Roterdã.

O roubo influenciou mais de 4.000 pessoas exploradas, espalhadas em 12 nações distintas.

A Europol disse que o exame girava em torno do “erros de escrita”, uma estratégia que envolve fazer uma troca de moeda digital falsa para acessar as carteiras de Bitcoin dos usuários. O exame foi concluído como uma atividade conjunta da Unidade de Crime Cibernético do Sudoeste do Reino Unido (SW RCCU), da Agência Nacional de Crime do Reino Unido (NCA) e da polícia holandesa.

Examples of typosquatting
Preste atenção aos sites de com erros de escrita!

5. US$ 30 milhões roubados em fraude de um ICO Canadense

K.P. Hobbs e L.A. Cheng, um casal do Canadá, estão enfrentando uma reivindicação do B.C. O Escritório de Confisco Comum do Canadá é acusado de levantar US$ 30 milhões por meio de uma fraude da ICO.

Eles impulsionaram uma das moedas de fraude de criptomoeda mais notórias, o token FUEL, e convenceram os investidores de que ela seria utilizada para itens futuros e se desenvolveria em utilidade e preço. A atividade terminou com a apropriação dos ativos dos investidores para uso individual, incluindo despesas de luxo, por exemplo, a obtenção de uma casa em Coal Harbour, a aquisição de dois utilitários esportivos Range Rover e uma série de apostas multimilionária.

4. US$ 40 milhões roubados por um hacker na Binance

Nossa lista de fraudes cripto não estaria completa sem mencionar esse caso notório. A Binance, uma das maiores trocas de dinheiro digital do mundo, teve US$ 40 milhões em BTC roubados em Maio.

Embora seja excepcional ver uma plataforma como a Binance ser hackeada, os cibercriminosos conseguiram não apenas receber 7.000 BTC, mas também revelaram códigos de confirmação de dois fatores e tokens de API. A Binance também descobriu que os programadores tinham a opção de comprometer “contas de patrimônio líquido excepcionalmente altas”.

Apesar de os programadores receberem US$ 40 milhões em BTC, o efeito não foi extraordinário para a Binance, uma vez que eram apenas 2% da propriedade geral do comércio.

How hackers compromise crypto websites
Aqui estão os pontos fracos que os hackers procuram

Em um anúncio em seu site, Binance expressou: “Os programadores tiveram a persistência de pausar e executar atividades bem organizadas por meio de vários registros aparentemente autônomos no momento ideal. A troca é organizada de maneira a passar nas verificações de segurança existentes. Tragicamente, não estávamos prontos para obstruir essa retirada antes que ela fosse executada.”

3. US$ 51 milhões roubados num esquema Ponzi Taiwanês

Em Taipei, sete homens foram acusados de trapacear mais de 1.000 investidores de US$ 51 milhões. Os clientes investiram seus ativos na esperança de obter 335% em retornos anuais. Logo os retornos cessaram e os investidores acabaram perdendo dinheiro.

Este caso sem dúvida levará à detenção desses homens. Além disso, o Gabinete de Taiwan fez correções com a Lei de Controle de Lavagem de Dinheiro e a Lei de Prevenção de Financiamento ao Terrorismo, para controlar as atividades diretas de criptomoedas.

2. US$ 71,6 milhões roubados em uma fraude de um ICO Indiano

O início de 2019 denotou a quarta captura no caso do truque de Mumbai, que viu o roubo de US$ 71,6 milhões. Amit Lakhanpal, o proprietário da MTC (Money Trade Coin) está associado à administração de uma ICO falsa. Na verdade, nunca havia sido registrado em nenhuma bolsa conhecida, mas isso não desencorajou os investidores de compartilhar seu dinheiro – os lucros prometidos eram muito atraentes.

Amit Lakhanpal está associado a aumentar enganosamente o custo de seus tokens para atrair investidores, o que os fez perder milhões. O golpe do bitcoin também fez os investidores acreditarem que a família real de Dubai havia apoiado seu projeto.

This image has an empty alt attribute; its file name is Amit-Lakhanpal-with-Salma-Al-Kitbi.jpg

1. US$ 114 milhões roubados em uma operação ilegal baseada em Sofia

O maior golpe de negociação de criptomoedas de 2019 custou aos investidores mais de US$ 100 milhões! A polícia de alguns países europeus, particularmente a Alemanha e a Áustria, revelou um grupo criminoso que opera opções binárias falsas e trocas de criptomoedas na Bulgária e na República Tcheca. Clientes dos Optionstars, XTraderFX, Cryptopoint, SafeMarkets, OptionstarsGlobal e Goldenmarkets foram enganados pelas taxas atraentes e inevitavelmente perderam US$ 114 milhões.

Esses cibercriminosos controlavam várias organizações ramificadas, incluindo um centro de contato e fornecedores de programas. A polícia atacou 21 organizações e 4 casas em Sofia antes de encontrar todos os elementos do crime. No resultado, a suposta mentira por trás do truque foi capturada, uma grande quantidade de dinheiro, além de terabytes de informações, foram seqüestrados.

Conclusões

Embora o blockchain seja uma tecnologia relativamente segura, os cibercriminosos conseguem encontrar brechas e brechas para invadir os sites e comprometer as carteiras e os fundos digitais dos usuários. Não é necessário mencionar que as leis que protegem os investidores da ICO estão longe de serem perfeitas, portanto é fácil para os fundadores cometer um crime financeiro grave e se safarem. Muitos golpes de criptomoedas prosperaram porque as pessoas confiavam em equipes que surgiam do nada e prometiam lucros fantásticos.

Sempre que você planeja investir seu dinheiro suado em alguma criptomoeda, faça sua própria pesquisa e garanta que está lidando com pessoas justas. E não se esqueça da regra de ouro: nunca invista o que você não pode perder! Investir e negociar em criptomoeda está sempre conectado a altos riscos.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *